Notícias- Volta Redonda

Grupos da sociedade civil, que fazem o trabalho voluntário, participaram de reunião na manhã desta terça-feira, dia 11

Com objetivo de otimizar a distribuição de alimentação para população em situação de rua em Volta Redonda, a Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) organizou encontro com grupos da sociedade civil que fazem este trabalho voluntário. Esta foi a primeira reunião com o secretário da pasta, Munir Francisco, a coordenadora do Serviço Especializado em Abordagem Social da secretaria, Joveline Batista Tomaz, e outros representantes da Smac para que a ação possa beneficiar o maior número de pessoas.

De acordo com Munir, o poder público reconhece estes grupos como parceiros na assistência à população em situação de rua no município. 

“A ideia é, juntos, organizarmos a ação para que seja mais efetiva”, disse, lembrando que, sem comunicação entre os doadores, acontece de um grupo de pessoas receber mais de uma refeição por dia e outros ficarem sem nenhuma. 

Uma das sugestões é centralizar a distribuição em um local. 

“No Aterrado, é possível disponibilizar a estrutura do Centro Pop, por exemplo, para a entrega de marmitas. E assim, também vamos definir um lugar para entrega da alimentação em outros pontos do município que concentram população em situação de rua”, explicou, lembrando que também é preciso definir os dias que cada grupo fará a distribuição e em que bairro. 

“Esta foi uma conversa inicial com os representantes de igrejas, centros espíritas e pessoas que atuam independentes, entregando comida a este público. Nós, da secretaria, também escutamos sugestões para na próxima reunião apresentar um planejamento para operacionalizar a distribuição voluntária de alimentação na rua”, completou a coordenadora do Serviço de Abordagem Social, Joveline Tomaz.

Volta Redonda conta com rede completa de assistência à população em situação de rua

O Serviço Especializado em Abordagem Social é ligado ao Deps (Departamento de Proteção Especial) da Smac, e promove busca ativa às pessoas em situação de rua com objetivo de estabelecer vínculos de confiança para ingressarem na rede de proteção do município ou promover a reinserção familiar. A equipe é formada por assistente social, psicólogo e educador social. 

No Centro Pop, no Aterrado, as pessoas em situação de rua contam com alimentação, higiene pessoal, serviço de retirada de documentos, contato familiar, atendimento psicossocial, além de receberem encaminhamentos necessários à construção do Plano de Acompanhamento Individual ou Familiar. 

Após atendimento no Centro Pop, quando identificamos que a pessoa não mora em Volta Redonda, o Serviço de Atendimento ao Migrante (SAM) faz a concessão de passagem rodoviária aos usuários em trânsito. A unidade fica na Rodoviária Municipal, mas é necessário que todo e qualquer usuário seja atendido anteriormente pelo Centro Pop.

Já o Abrigo Municipal Seu Nadim, no bairro Nossa Senhora das Graças, é um espaço de acolhimento provisório para adultos munícipes em situação de rua, encaminhados pelo Centro Pop, a fim de resgatar os vínculos familiares, sociais e comunitários, assegurando a autonomia dos usuários. 

Foto: Divulgação/PMVR 

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021