Notícias - Resende

Trabalho de revisão garantirá maior durabilidade do estado de conservação da unidade, que estava em atuação no bairro Parque Minas Gerais, na Região das Barras

 

A Prefeitura de Resende deu início ao processo de manutenção preventiva de um dos castramóveis existentes no município, nesta segunda-feira, dia 28 de junho. O trabalho de revisão, que acontece após quase um ano em atividade e várias castrações realizadas com sucesso, garantirá maior durabilidade do estado de conservação da unidade. O trailer do projeto itinerante de castramóveis destinado a cães e gatos, que passará por serviços de manutenção, estava alocado para a prestação de procedimentos gratuitos em frente à Unidade de Saúde da Família (USF), no bairro Parque Minas Gerais, incluindo o atendimento aos animais dos Condomínios Gardênia e Tulipa, desde o dia 8 de março de 2021. Até junho deste ano, foram contabilizadas 1.717 castrações por meio do projeto volante.

Publicidade

A manutenção preventiva abrange os serviços de limpeza geral e pintura, dentre outros detalhes importantes para assegurar o pleno funcionamento do equipamento. A revisão está sendo feita pela equipe da Prefeitura, nas dependências da garagem do Hospital Veterinário Público de Resende. O trailer deve voltar a operar na cidade no prazo de até 10 dias. Enquanto isso, o outro trailer segue com a castração de gatos na Área de Lazer Julieta Botelho, mais conhecida como Parque Tobogã, no bairro Vila Julieta (Alvorada), instalado desde o dia 17 de maio.

 

Nesta edição, o processo de triagem para a realização do procedimento será, exclusivamente, para a população felina no trailer dentro do Parque Tobogã, em virtude de medidas de cautela por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Vale lembrar que, devido à falta de insumos no País, a Saúde Animal do Município vem priorizando as cirurgias de emergência. No caso dos felinos, a cirurgia eletiva de castração continua sendo possível devido à baixa complexidade da sedação necessária. As castrações são feitas entre 9h e 17h, de segunda a sexta-feira.

 

O prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, explicou a importância da manutenção preventiva do castramóvel, destacando que o projeto itinerante já alcançou a marca de 1.717 procedimentos antes de completar um ano de sua implantação. “É importante ter zelo pelos equipamentos públicos e, para isso, no caso do castramóvel, as atividades devem ser suspensas temporariamente, visando garantir o seu retorno para o uso consciente e responsável a serviço da população resendense. Em geral, os trailers são destinados para a castração das populações canina e felina das áreas mais afastadas e zona rural de Resende. O projeto é pioneiro na região e começou a funcionar em julho de 2020, no Parque das Águas, no bairro Jardim Jalisco, respeitando todos os protocolos de segurança sanitária em razão da pandemia. O projeto já percorreu as seguintes localidades: distrito de Vargem Grande; Fazenda da Barra II; Fazenda da Barra III; Fazenda da Barra I; Surubi Velho; e distrito de Engenheiro Passos. A escolha dos locais para a execução do projeto é feita de acordo com a demanda, com base em levantamento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde. Já foram registradas 1.717 castrações em quase um ano de projeto na cidade”, frisa.

 

Segundo o diretor-geral do Hospital Veterinário, Felipe Quinane, o atendimento dos pets nos castramóveis é realizado a partir de alguns critérios. “O projeto visa beneficiar o público de toda a cidade, especialmente, nas áreas mais afastadas e na zona rural. Os castramóveis atendem, exclusivamente, cães e gatos com idade igual ou superior a seis meses, sem enfermidades, com exceção da população canina braquicefálica (focinho achatado ou curto). A partir da implantação do projeto no bairro onde o interessado mora, basta comparecer com o seu pet de estimação para a avaliação veterinária. No ato da triagem, é essencial que o tutor do animal apresente documento com foto (maior de 18 anos) e comprovante de residência de Resende, especificamente da localidade contemplada pelo castramóvel. Em seguida, a equipe do projeto agendará data e horário para retorno, quando o animal será submetido à intervenção cirúrgica. Na hora da confirmação da data, a equipe também orienta sobre as condições do animal no pré-operatório”, lembra.

 

Os dois castramóveis, que foram produzidos na cidade paulista de Botucatu, funcionam como trailers com toda estrutura necessária para o atendimento. Cada módulo possui quatro salas: uma de preparo animal; outra de antissepsia e paramentação; uma sala cirúrgica; e uma de recuperação e prescrição médica.

Publicidade

Share
 
Rua Pedro Maria Neto, 17/101 - Aterrado - 27.215-590 - Volta Redonda - RJ
Todos os direitos reservados - 2021
Guia Comercial Sul Fluminense
© 2009 / 2021 Guia Sul Fluminense - Desenvolvido por ABCMIX - 2021
We use cookies
Utilizamos cookies no nosso website. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar este site e a experiência do utilizador (cookies de rastreio). O utilizador pode decidir por si próprio se quer ou não permitir cookies. Note que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.