Unidades de saúde recebem sanitização em Volta Redonda

Unidades de saúde recebem sanitização em Volta Redonda

Nesta sexta-feira, dia 25, ação de combate à Covid-19 foi realizada na UPA Santo Agostinho e no Hospital do Idoso, na Vila

 

A sanitização e higienização de locais públicos e de grande circulação de pessoas, serviço executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI), é uma das ações diárias implantadas pela Prefeitura de Volta Redonda no combate à Covid-19. Nesta sexta-feira, dia 25, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Santo Agostinho e o Hospital do Idoso, na Vila Santa Cecília, foram lavados com água clorificada e, em seguida, receberam aplicação de produto bactericida que, usado regularmente, tem a capacidade de afastar o vírus.

 

Aliada à força-tarefa multissetorial de fiscalização do funcionamento das atividades econômicas e sociais, a higienização dos espaços públicos é uma das principais ações para diminuir a circulação do novo coronavírus no município. “As unidades de saúde são prioridade na programação, que também inclui os principais centros comerciais do município. O foco é voltado para os locais de maior tráfego de pessoas, como pontos de ônibus, acessos às agências bancárias, casas lotéricas e farmácias”, citou o secretário municipal de Infraestrutura, Vinícius Ramos, acrescentando que o controle da circulação do vírus mantém a capacidade de atendimento na rede de saúde de Volta Redonda.

 

Em cerca de seis meses de implantação, o serviço de sanitização foi realizado mais de duas mil vezes e beneficiou toda cidade. Além das unidades de saúde e centros comerciais, a Rodoviária Municipal, a Delegacia de Polícia Civil, a Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher), a sede do Conselho Tutelar, o posto de vistoria do Detran-RJ, e as sedes de órgãos públicos como o Palácio 17 de Julho, sede da prefeitura, também estão na programação da sanitização. 

 

Secom/VR

 

Leia também: