Trezentos pacientes já receberam tratamento precoce para casos de coronavírus em Volta Redonda

Trezentos pacientes já receberam tratamento precoce para casos de coronavírus em Volta Redonda

O medicamento Nitazoxanida está sendo utilizado em pacientes do grupo de risco para evitar agravamento do quadro de saúde

 

Tratamento precoce da Covid-19, a Nitazoxanida foi ministrada em 300 pacientes do grupo de risco que procuraram a rede municipal de Saúde de Volta Redonda. Em todos os casos, a medicação freou o agravamento dos sintomas, conforme monitoramento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, evitando internações e óbitos.

 

Os pacientes do grupo de risco e aqueles com mais de 40 anos e doença crônica devem iniciar a medicação, prescrita pelo médico da rede, assim que identificarem os primeiros sintomas indicativos da Covid-19. Os polos para atendimento de casos suspeitos da doença são as Unidades Básicas de Saúde dos bairros 249, São João, Vila Mury e Volta Grande, que ficam abertas das 8h às 22h, além do Centro de Doenças Respiratórias (CDR), que funciona no Estádio Raulino de Oliveira, das 8h às 19h.

 

A secretária municipal de Saúde, Flávia Lipke, destaca que é importante que busquem o atendimento nos primeiros sintomas da doença, principalmente idosos e pessoas com doenças crônicas.

 

“É muito importante que a pessoa procure uma unidade de saúde assim que perceber os primeiros sintomas indicativos da Covid-19. Caso haja indicação para o tratamento com a Nitazoxanida, o paciente é encaminhado para um dos cinco Centros de Triagem”, explicou a secretária.

 

Secom/VR

 

Leia também: