Estádio Raulino de Oliveira vai abrigar hospital de campanha de Volta Redonda

Estádio Raulino de Oliveira vai abrigar hospital de campanha de Volta Redonda

Espaço tem capacidade para atender 114 pessoas e a estrutura tem mil metros quadrados 

 

A Prefeitura de Volta Redonda iniciou nesta terça-feira, dia 24, a montagem de um hospital de campanha para o atendimento dos possíveis pacientes infectados com a Covid-19, o Nono Coronavírus. A estrutura vai ficar dentro do campo do Estádio Raulino de Oliveira, no bairro Aterrado, e contará com 114 leitos pessoas. O prefeito Samuca Silva e o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, acompanharam o início da montagem.

 

 

Segundo o prefeito, essa é mais uma medida de prevenção na cidade, que visa ter leitos suficientes para atender possíveis casos de infectados com o vírus, sem sobrecarregar, assim, as unidades de saúde já existentes no município.

 

“O estádio tem toda a estrutura como banheiros, sala de exames de imagem, sendo um ambiente arejado para atender esses possíveis pacientes. É mais uma ação preventiva da prefeitura. Esperamos e torcemos para que a gente não precise utilizar esse espaço, mas caso for necessário, estaremos com a estrutura pronta”, destacou o prefeito Samuca Silva.

 

A previsão é de que a estrutura física fique pronta até sábado, dia 28, e a partir da próxima semana a estrutura comece a ser equipada. A medida preventiva vai atender os pacientes de média complexidade.

 

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, enfatizou a importância do local. “Essa é uma estratégia preventiva, vamos atender neste espaço pacientes de média complexidade. Estamos preparando o município para a possibilidade de um fluxo grande de pacientes. As próximas semanas serão as mais perigosas de contagio”, contou.

 

O prefeito Samuca Silva informou ainda que essa semana será iniciado um processo para que as pessoas da área da saúde possam se voluntariar e ajudar o município no combate ao Novo Coronavírus.

 

“Faço questão de dizer que não é necessário pânico em nossa cidade. Estamos tomando as medidas como forma de prevenção. Pedimos para que as pessoas fiquem em casa, se protejam. Principalmente quem está na faixa de risco, como idosos. A prefeitura está tomando todas as medidas necessárias, mas pedimos para que a população faça sua parte”, destacou o prefeito.

 

Cidade também terá Centro Especializado em Doenças Respiratórias

 

Volta Redonda também terá um Centro Especializado em Doenças Respiratórias, que está sendo preparado no Centro Médico do Hinja, no bairro Retiro. A unidade vai funcionar em parceria entre prefeitura de Volta Redonda, Governo do Estado, Hospital Hinja e Unimed Volta Redonda. O atendimento para conveniados de planos de saúde e usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) começará na próxima semana, no Centro Médico do Hinja, no Retiro.

 

 

De acordo com o prefeito Samuca, essa parceria vem para somar às medidas já adotadas na Rede Municipal de Saúde. “É hora de unir forças para minimizar o efeito do vírus em Volta Redonda. Criamos o Plano Municipal de Contingência de Enfrentamento ao Coronavírus. Estamos preparando a cidade para atender a população em caso de agravamento de infecção por coronavírus”, disse Samuca.

 

Secom VR

 

Leia também: