Samuca define ações de valorização da enfermagem com representantes do Cofen

Samuca define ações de valorização da enfermagem com representantes do Cofen

Encontro na manhã desta terça-feira, dia 18, determinou a criação da Semana Municipal de Enfermagem entre os dias 12 e 20 de maio 

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu na manhã desta terça-feira, dia 18, em seu gabinete, a vice-presidente do Cofen (Conselho Federal de Enfermagem), Nádia Ramalho. A pauta do encontro foi o Ano Internacional de Valorização da Enfermagem, consagrado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e a possibilidade do município promover ações de valorização destes profissionais.

 

Na ocasião, o prefeito Samuca se comprometeu a realizar uma audiência pública sobre a carga horária de, no máximo, 30 horas semanais para os profissionais de enfermagem, além da elaboração de uma mensagem, a ser enviada para aprovação na Câmara de Vereadores, para implantação da Semana Municipal da Enfermagem, entre os dias 12 e 20 de maio. 

 

“Estes profissionais desempenham um papel vital na prestação de serviços essenciais de saúde, são fundamentais na promoção à saúde e na prevenção de doenças. Por isso, a nossa gestão tem o compromisso de valorizar esses profissionais e melhorar suas condições de trabalho”, afirmou Samuca. 

 

O representante da Comissão Nacional de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem (Conatenf), Paulo Murilo de Paiva, ressaltou que a OMS definiu que 2020 será o Ano Internacional da Enfermagem, reconhecendo o papel destes profissionais em todo mundo, e que é papel do Cofen instigar os municípios a promover ações com este objetivo. 

 

“A reunião em Volta Redonda foi produtiva, já que saímos com a previsão da criação da Semana da Enfermagem, seguindo o decreto presidencial de 1960. A enfermagem é a única profissão da área de saúde que tem uma semana dedicada a ela”, completou. 

 

Também participaram da reunião a membro da Comissão de Relações Internacionais do Cofen, María Antonieta Rubio Tyrrell; e a coordenadora do Curso de Graduação em Enfermagem do UniFOA, Lucrécia Helena Loureiro, que também atua na Rede Municipal de Saúde. 

 

Por Renata Borges

Leia também: