Secretaria de Meio Ambiente realizou mais de 1.700 podas de árvores em Volta Redonda

Secretaria de Meio Ambiente realizou mais de 1.700 podas de árvores em Volta Redonda

Trabalho de corte e poda nos 67 bairros foi realizado com árvores de quatro a mais de 25 metros de altura, evitando riscos na rede elétrica e danificações em edifícios residenciais e no comércio 

 

Desde que assumiu o serviço de poda e corte de árvores, a partir de 30 de julho de 2019, ficando com a responsabilidade pelo manejo da arborização existente no município de Volta Redonda, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) da prefeitura capacitou as equipes operacionais do programa Arborização Urbana para o corte e poda em cerca de 1.785 árvores, de agosto a dezembro do ano passado.

 

Cerca de 67 bairros da cidade foram atendidos nesse período, resolvendo uma grande parte de solicitações feitas pelas associações de moradores através do aplicativo Fiscaliza VR. 

 

O prefeito Samuca Silva destacou a melhor qualificação do serviço público no atendimento aos moradores, devido aos riscos eminentes causados por árvores de grandes porte junto às residências, e disse que a iniciativa está possibilitando a redução no prazo para socorrer e atender às reivindicações da população. 

 

“Houve a melhora no manejo da arborização existente e a capacitação da nossa equipe do programa de arborização urbana favoreceu o trabalho em conjunto com a concessionária de energia elétrica, reduzindo o tempo de espera dos pedidos. Muitos problemas sérios para a população foram evitados com uma resposta rápida e segura da secretaria”, afirmou Samuca Silva. 

 

O secretário municipal de Meio Ambiente, Mauricio Ruiz, disse que a capacitação da equipe ajudou a SMMA a ter um bom relacionamento com a concessionária Light, que também faz as podas quando os galhos colocam em risco o sistema elétrico. 

 

A SMMA trabalhou com três tipos diferenciados de poda para o fortalecimento das espécies que integram do patrimônio verde do município, utilizando-se das técnicas para poda de limpeza, eliminando os galhos secos e mal formados que estavam danificados ou pragueados. Outro serviço realizado foi a poda de formação, onde molda-se a planta no formato e altura necessários. 

 

“Esse tipo de poda de formação é feita por podas sucessivas que direcionam o crescimento dos galhos e moldam a planta ao local onde está plantada. E fizemos também a poda de redução, removendo-se parte da árvore que interfere ou causa danos incontornáveis às edificações ou aos equipamentos urbanos”, informou Mauricio Ruiz. 

 

Entre as dezenas de bairros atendidos pela Secretaria de Meio Ambiente, estão o Santa Cruz I e II, Caieiras, Colina, Conforto, Jardim Amália, Jardim Tiradentes, Conjunto Habitacional Vila Rica, Nossa Senhora das Graças, Santa Rita do Zarur, São João, Vila Santa Cecília, Vila Mury, Três Poços. Pelo aplicativo Fiscaliza VR, foram feitas e atendidas todas as 777 solicitações geradas no período de julho a dezembro. 

 

Segundo o relatório da secretaria ambiental, os trabalhos de poda e corte foram feitos em 213 árvores de pequenos porte (de 4 a 10 metros), 842 árvores de médio porte (de 11 a 15 metros), 680 árvores de grande porte (16 a 25 metros) e 50 árvores acima de 25 metros. Os bairros onde a equipe mais trabalhou foram Santa Cruz I e II, Rústico, Vale da Colina, Vila Santa Cecília, Aterrado, Jardim Amália, Mariana Torres, Vila Mury, Laranjal, Morada da Colina, onde 520 árvores foram cuidadas. 

 

Por Afonso Gonçalves

Leia também: