Repasse do Fundo de Participação dos Municípios será menor este ano para Volta Redonda

Repasse do Fundo de Participação dos Municípios será menor este ano para Volta Redonda

Diminuição de 10% do valor do primeiro repasse faz o município pensar em estratégias de contenção orçamentária

 

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será menor neste ano de 2020 para Volta Redonda. O primeiro repasse do Governo Federal diminuiu em 10% em comparação ao ano de 2019. A primeira parcela do FPM de janeiro faz parte da arrecadação dos Impostos de Renda e Sobre Produtos Industrializados, adquiridas em dezembro. O repasse líquido para todos os municípios do Brasil é de R$ 2,8 bilhões. A diminuição vai gerar um impacto negativo no orçamento do município.

 

“Essa diminuição do repasse do FPM faz com que toda a nossa gestão repense formas de contingenciar os gastos e adequar o novo cenário a essa diminuição de verbas. O repasse vem diminuindo através dos ajustes fiscais que o Governo Federal vem realizando. Por isso, estamos sempre potencializando e incentivando o crescimento e desenvolvimento em Volta Redonda, para que a cidade gere receita própria e não dependa tanto de recursos federais para manter seus serviços à população”, explicou o prefeito Samuca Silva.

 

A distribuição dos recursos aos municípios de todo o Brasil é feita de acordo com o número de habitantes, onde são fixadas faixas populacionais, cabendo a cada uma delas um coeficiente individual. Esses dados são obtidos através do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

 

O secretário municipal de Fazenda, Fabiano Vieira, explica que a pasta está tratando com cautela esta queda significativa no repasse. “Isso nos deixou em alerta. Porém, estamos trabalhando deste o início deste ano, adotando medidas orçamentárias saneadoras, para não termos maiores problemas até o fim de 2020”, acrescentou Fabiano.

 

Fotos arquivos Secom-VR

Leia também: