Horta solidária em escola de Resende ganha novos projetos sustentáveis

 Horta solidária em escola de Resende ganha novos projetos sustentáveis

Secretaria Municipal de Educação auxilia na criação de espaço para compostagem, sementeira e reaproveitamento de água

 

A Escola Municipal Geraldo da Cunha Rodrigues retomou no último fim de semana o projeto de sua Horta Solidária, iniciado em 2018 e que ganhará novidades para o ano corrente. Os alunos, em parceria com equipes técnicas da Secretaria Municipal de Educação, buscam reaproveitar água dos bebedouros para promover a irrigação, vão montar uma composteira para aproveitar sobras da cozinha e uma sementeira própria.

 

 

A remontagem da horta, após as colheitas do ano passado, foi realizada no fim de semana passado, com ajuda de alunos, professores, pais e membros da comunidade em geral do bairro São Caetano, onde fica a escola. Os primeiros canteiros receberam alface, salsa e cebolinha. Outros vão receber em breve tomate, abóbora, couve e haverá ajustes para a área da taioba.

 

De acordo com a diretora-geral da escola, Raquel Carvalho, a ideia para implantação das novidades sustentáveis partiram dos próprios alunos. A composteira vai reaproveitar as sobras da cozinha, produzindo adubo para fertilização  do solo sem uso de agrotóxicos. Outra boa ideia será a criação da sementeira, aumentando a autonomia dos alunos para montagem dos próximos canteiros. Um dos projetos mais audaciosos diz respeito ao aproveitamento de água dos bebedouros para a irrigação.

 

 Horta solidária em escola de Resende ganha novos projetos sustentáveis

 

- A Secretaria Municipal de Educação está nos dando todo suporte para tocar a horta e ampliar o projeto como sugeriram os alunos. Estamos trabalhando para dar tudo certo e todos estão muito orgulhosos - disse a diretora.

 

A criação da horta aconteceu no ano passado, como parte de um projeto de parceria entre a Secretaria de Educação e a Empresa Votorantin, cujo objetivo é despertar propostas que transformem a comunidade e a escola. Com isso, três alunos deram a ideia da horta solidária, que distribui os alimentos entre os moradores. "Muita gente vive aqui somente com o básico e a hora contribui com um reforço importante na alimentação", explicou a diretora.

 

 Horta solidária em escola de Resende ganha novos projetos sustentáveis

 

O projeto deu certo e contagiou toda a comunidade dentro e fora da escola. No entanto,  sofreu um revés significativo quando a professora que coordenava o projeto, Delma Costa, morreu em um acidente de trânsito a caminho da escola. Os alunos, então, deram a horta o nome de Delma e seguiram adiante com ajuda de outros mestres. Segundo Raquel, com o retorno do ano letivo os alunos passaram a cobrar o retorno da horta, o que foi conquistado no fim de semana.

 

A ideia ganhou tanta força no bairro que a escola acabou ganhando um "brinde" dos moradores. Além do preparo da horta, o mutirão de sábado revitalizou o jardim da escola, que ainda ganhou o plantio de árvores frutíferas.

 

Leia também: