Pinheiral divide idosos em diferentes faixas etárias para vacinação contra a gripe

Pinheiral divide idosos em diferentes faixas etárias para vacinação contra a gripe

Sistema “drive-thru” de vacinação continua valendo para quem quiser receber a vacina sem precisar sair do carro

 

Por orientação do Governo do Estado, a Prefeitura Municipal de Pinheiral por meio, da Secretaria Municipal de Saúde, dividirá a vacinação dos idosos por faixas etárias na Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. O objetivo da ação é não gerar aglomerações nos pontos da vacinação. Nesta quinta-feira, Pinheiral recebeu 800 doses da Secretaria de Estado de Saúde para poder continuar a vacinação, com essa nova metodologia orientada pelo Estado.

 

Em Pinheiral, a Secretaria Municipal de Saúde recebeu e já utilizou as 1,2 mil doses no início da campanha que aconteceu na segunda-feira (23/03). O público-alvo desta fase da campanha é idoso e profissional da saúde, seguindo o novo calendário de datas do Estado. Sendo assim, nesta sexta-feira, dia 27 de março, deverão ir até as unidades de saúde para receber a imunização contra a influenza pessoas com 80 anos ou mais.

 

Do dia 30/03 a 03 de abril, os idosos com idades entre 70 e 79 anos. Já do dia 06 a 14 de abril, as pessoas que tenham entre 60 e 69 anos. A partir do dia 15 de abril, a imunização voltará a ser feita em todos os cidadãos com 60 anos ou mais. Lembrando que, pode haver alteração por conta da remessa da vacina, uma vez que a cidade recebe as doses do Ministério da Saúde.

 

“Houve uma corrida aos postos de saúde para receber a imunização. Essa adaptação tem o objetivo de preservar a nossa população, evitando aglomerações na espera da vacina. Vamos continuar com nossas estratégias do “drive-thru” e vacinando em casa aqueles que não têm condições de se locomover até a unidade. Além das recomendações de manter o distanciamento de 1,5m das pessoas que comparecerem nas Unidades de Saúde. É importante ressaltar que as pessoas devem comparecer com identidade e o cartão de vacina nos postos de saúde”, disse o secretário de Saúde, Everton Alvim.

 

Leia também: