Banner 776 x 186 topo

Guia comercial e classificados on-line.

Projeto faz parte do conceito de Cidade Inteligente e Humana e visa oferecer mais segurança nas entradas e saídas da cidade

Com o objetivo de reforçar a segurança nas entradas e saídas da cidade, a Prefeitura de Volta Redonda vai implantar um projeto pioneiro na região. Chamada de “Cercas Inteligentes”, a iniciativa está sendo desenvolvida em parceria entre a EPD-VR (Empresa de Processamento de Dados de Volta Redonda), UFF (Universidade Federal Fluminense), Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal. A previsão é de que ainda no mês de abril o escopo final do projeto seja apresentado ao prefeito Samuca Silva.

Leia mais...

Na reunião foram discutidos temas como Hospital do Idoso, Santa Margarida e a nova forma de gestão do HSJB e Hospital do Retiro

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 4, os membros do Conselho Municipal da Saúde. No encontro, que aconteceu no Palácio 17 de Julho, foi debatido o Hospital do Idoso, a aquisição do prédio do antigo Hospital Santa Margarida e a licitação para gestão dos Hospitais São João Batista e Retiro.

 

 

Segundo o prefeito, quase 40% dos atendimentos médicos de Volta Redonda são moradores de fora da cidade. A criação do Hospital do Idoso, que é de porta fechada e não atende emergências, foi para beneficiar aos pacientes da terceira idade de Volta Redonda.

“Essa é a primeira unidade médica especificamente para o atendimento aos idosos acima de 60 anos do Estado do Rio de Janeiro e o segundo em todo o país. A criação foi uma ideia conjunta dos técnicos do Ministério da Saúde com a prefeitura de Volta Redonda”, contou Samuca Silva. Lá são pacientes que vêm do Hospital do Retiro e tem a capacidade de 17 internações de idosos.

Em relação ao Hospital Santa Margarida, o prefeito esclareceu as dúvidas dos conselheiros. A unidade será de porta fechada (sem emergência e urgência) e a previsão é que dois andares começarão a funcionar até dezembro de 2018. O governo municipal adquiriu o prédio e que R$ 6 milhões à vista para pagar as dívidas trabalhistas dos antigos funcionários. “É dinheiro que ficará na cidade porque a maioria dos funcionários é de Volta Redonda”, disse Samuca Silva

Alfredo Peixoto disse que a aquisição do hospital foi um excelente negócio para a cidade de Volta Redonda. “O inventário judicial mostra que há 24 máquinas de hemodiálise e outros dez leitos de UTI e diversos outros equipamentos de alto custo. Foi uma grande aquisição para a cidade”, disse Alfredo Peixoto.

Em relação a gestão dos hospitais São João Batista e o do Retiro, o prefeito quer que o conselho municipal de Saúde seja atuante e tenha voz ativa em todo processo de contratação e no funcionamento.

“O sistema de OS deu certo em várias partes do país como nos estados de São Paulo e de Goiás. O que precisa é que tenha participação do conselho nas decisões e no controle da atuação. Garanto toda transparência possível para o conselho e para a população, além do controle rigoroso da atuação da empresa vencedora com constantes auditorias”, frisou Samuca Silva, que continuou:

“Com a OS vamos resolver um antigo problema da saúde de Volta Redonda, a contratação por RPAs (Recibo de Pessoas Autônomas). Os profissionais da saúde não tinham nenhum direito trabalhista. Agora, com a OS, eles terão carteira assinada, férias e folga renumerada”, disse o prefeito de Volta Redonda. E ainda: Samuca Silva faz questão de levar todo o processo de contratação da OS para o Ministério Público Federal.

Na próxima semana, o prefeito Samuca Silva vai se reunir com todo corpo técnico dos dois hospitais para explicar como será o novo sistema de gestão das unidades médicas.

 

Por Secon-VR com foto Gabriel Borges

Praça Teixeira Campos, no Centro, ficou lotada durante os três dias de realização do evento

Três dias de praça cheia e muita diversão. Foi assim o “Circuito da Cerveja Artesanal”, realizado no último final de semana, na Praça Teixeira Campos, no Centro. De sexta-feira a domingo, a cidade recebeu o evento, realizado pela Prefeitura de Pinheiral, através da Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo e o Festival Urbana. O público teve a oportunidade de experimentar diversos tipos de cervejas artesanais, comidas dos food trucks, dos quiosques da praça, e também curtir muita música ao vivo com os artistas da cidade. A estimativa é que durante os três de realização do evento, cerca de 4.500 pessoas passaram pelo local.

Leia mais...

Evento acontece do dia 6 ao dia 8 de abril, na Praça Teixeira de Campos, no Centro de Pinheiral

A população de Pinheiral terá mais uma opção de lazer dos dias 06 a 08 de abril. A cidade irá receber o “Circuito de Cerveja Artesanal”, na Praça Teixeira Campos, no Centro. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Pinheiral, através da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo e o Festival Urbana. O evento acontece no dia 06 de abril, a partir das 19 horas, e nos dias 07 e 08, a partir das 16 horas.

Além de mais de 40 tipos de chopp’s diferentes, as pessoas que comparecerem ao evento terão a oportunidade também de experimentar as comidas dos food trucks, dos quiosques da praça, além de música ao vivo com artistas da cidade.

O secretário de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo, Julio Cesar Barbosa Baiano, destacou que o evento é mais uma forma de fomento para a cidade. “A gestão do prefeito Ednardo Barbosa acredita que é possível fazer mais pela cidade e nos incumbiu de buscar parcerias com esse intuito. O Circuito de Cerveja Artesanal é mais um momento de fomentar a cultura, o lazer e o turismo no município. Uma ocasião em que as famílias de Pinheiral revivem a tradição de ir para a praça e passear no fim de semana, em que recebem amigos e familiares de outras cidades”, apontou Julio.

O secretário ressaltou ainda que eventos como esse são importantes também para o comércio da cidade. “Conseguimos também gerar um momento diferenciado para os quiosques na praça, nosso artesãos e artistas locais, já que o evento tem a característica obrigatória de contratar músicos de Pinheiral para abrilhantar as três noites. O “Festival Urbana Comida de Rua” já foi um sucesso e com certeza o “Circuito de Cerveja Artesanal” será ainda melhor”, garantiu.

Rafael Bernardo Muniz, 29 anos, proprietário do quiosque Açaí Mania, na Praça Teixeira Campos, onde o evento será realizado, disse que está ansioso por mais esse evento na cidade. “Mês passado, com o “Festival Urbana Comida de Rua” foi muito bom para nós. Sentimos uma diferença grande no movimento e faturamento. Ajuda bastante a realização desses eventos em Pinheiral”, disse Rafael.

O comerciante revelou que está reforçando o estoque do quiosque, onde ele comercializa açaí, sorvetes, salgados, para o evento que está se aproximando. “Estou na correria esses dias comprando as mercadorias. Nossa expectativa é de ter um movimento muito bom. No evento passado percebemos que havia muitas pessoas de outras cidades também. Estamos muito animados”, declarou Rafael.

 

PROGRAMAÇÃO

Na sexta-feira, dia 6, o evento terá início a partir das 19 horas e haverá uma apresentação de capoeira e show com Mistura Carioca Acústico. Sábado, dia 7, o evento começa a partir das 16 horas e quem comanda o som é o cantor Silvio Nogueira. O último dia do “Circuito de Cerveja Artesanal” terá início também às 16 horas e show com Klebeir Barbosa. Além disso, as artesãs estarão no Espaço das Artes, que fica Estação da Cultura, durante todos os dias de evento, expondo e comercializando os seus produtos.

 

Certames da administração direta estão sendo feitas por pregão eletrônico

A Prefeitura de Volta Redonda, através do site oficial www.voltaredonda.rj.gov.br, divulga as licitações que serão feitas pela administração municipal. O objetivo, além de atrair mais fornecedores e aumentar a concorrência, é gerar mais transparências aos atos do governo.

- lembre-se de colocar a imagem do banner para aparecer no APP em vez do loadposition

Leia mais...

Minha Casa, Minha Vida vai sortear 176 unidades entre os cadastrados para o bairro São Sebastião

A Companhia de Habitação de Volta Redonda (Cohab-VR) está alertando os inscritos no banco de dados do Cadastro Habitacional da empresa para que façam a atualização de seus dados junto a companhia. A atualização visa confirmar a participação dos inscritos no sorteio que definir os contemplados para as 176 unidades habitacionais que estão sendo construídas no bairro São Sebastião. O sorteio irá acontecer em 30 de junho e será realizado pela Loteria Federal.

 

Quem ainda não se cadastrou tem até o dia 25 de junho, segundo explicou o diretor técnico da Companhia, Paulo de Alvarenga Farias Netto, “As pessoas interessadas deverão apresentar os documentos pessoais e dos dependentes e terão três opções para inscrição: na sede da Cohab (no Aero Clube), na Subprefeitura (Retiro) ou no site da prefeitura (www.voltaredonda.rj.gov.br/cohab). Não precisa levar xerox, somente os documentos originais para a confirmação”, informa o diretor.

O prefeito Samuca Silva disse que o plano habitacional federal é excelente oportunidade para a faixa salarial de renda mais baixa. “A nossa administração está dialogando e disposta a realizar novas parcerias com a Caixa e o Governo Federal para que novos empreendimentos habitacionais sejam executados em Volta Redonda, atendendo a uma considerável parcela da população”, enfatizou.

O programa Minha Casa, Minha Vida está concluindo o projeto no bairro São Sebastião, Residencial Mato Dentro III, onde estão sendo construídas 176 unidades. Os apartamentos são subsidiados pelo governo Federal, através do FAR (Fundo de Arrecadação Residencial) e financiamento da  Caixa Econômica Federal. Cada imóvel tem um custo total de R$ 95 mil.

O futuro mutuário que for aprovado, após sorteio com a confirmação da documentação pela CEF, pagará prestações entre R$ 85,00 e R$ 220,00 durante dez anos. Ao final, o mutuário pagará apenas R$ 10 mil pela aquisição imobiliária. A sua renda familiar mensal não pode superar a R$ 1.800,00, conforme as normas do programa habitacional federal. 

“É muito importante a atualização das informações dos cadastrados, pois os dados atualizados irão assegurar sua aquisição das unidades habitacionais, caso sejam sorteados. No Programa Minha Casa, Minha Vida do Jardim Cidade do Aço, por exemplo, algumas pessoas deram informações erradas, imprecisas, e mesmo sorteadas, acabaram perdendo a oportunidade da casa própria”, lembrou o diretor da Cohab, Paulo Farias Netto. 

 

Por Secom com fotos de Geraldo Gonçalves.

Documento passa a ser emitido na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda.

Porto Real

Como peça fundamental para início das atividades de qualquer empresa, foram emitidos na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, na última quarta-feira, 4, os primeiros alvarás de Licença, Localização e Funcionamento. De acordo com o Decreto 2203 de 6 de fevereiro de 2018, a partir deste mês os documentos deverão ser solicitados ou renovados na Rua Estevam Domingos Pederassi, número 164, Centro. Anteriormente o documento era concedido pelo Departamento de Arrecadação Tributária (DAT), no prédio da Prefeitura de Porto Real. O documento que tem como objetivo estimular a regularização de novos negócios no município é emitido em até dez dias, após a aprovação da viabilidade e dependendo do ramo de atividade da empresa.

 

 

Para o assessor de Atendimento ao Cidadão, Ademir Bitencourt, o início da emissão de alvará na Secretaria visa oferecer serviços com mais celeridade e agilidade. “Essa condição irá propiciar melhores relações entre as empresas já instaladas no município e com as futuras”.

Segundo Ademir, as empresas cujas atividades constituam baixo risco, poderão dispor do alvará provisório por 120 dias, mas alertou que para os demais processos para a emissão do documento seguirão a rotina de vistorias realizadas pelos órgãos competentes. Para a emissão do alvará por prazo definitivo, as empresas deverão cumprir todas as exigências devidamente notificadas. “As empresas que já desenvolvem atividades no município passam anualmente por avaliações e vistorias e caso esteja em situação regular, de acordo com a legislação vigente, é reemitido um novo alvará”, explica.

“Com a implantação da Lei Geral da Microempresa pelo município de Porto Real (prevista na Lei Complementar 123/2006), que concede às Microempresas (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP) e aos Microempreendedores Individuais (MEI), o tratamento tributário diferenciado, fica garantido com a simplificação e redução na burocracia, em todos os órgãos da administração Federal, Estadual e Municipal, a participação nas licitações de compras e serviços públicos, bem como a emissão de alvará provisório para empresas que explorem atividades de baixo risco”, afirma o assessor.

A secretária da pasta, Vanessa Miranda, ressalta que a ação é uma atuação integrada entre as secretarias, na busca de inovações para facilitar o atendimento às empresas, além de promover agilidade e facilidade aos procedimentos administrativos. “Agimos no intuito de sermos agentes facilitadores na emissão desse tão importante documento. Acredito que a Secretaria seja o local mais adequado para desenvolvimento do processo, pois é uma das formas de garantir geração de emprego e renda para o município”.

Dono de um alambique de cachaça artesanal a ser instalado no município, o ME, Gerson Tavernari, foi um dos primeiros empresários a receber o alvará de funcionamento para seu estabelecimento, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda. “Emitido de forma rápida, o meu alvará representa o ponta pé inicial para estruturar meu negócio, que será um ganho tanto para mim quanto para o município" (com o Imposto Sobre Circulação De Mercadorias e Serviços –ICMS).

Licença

O alvará é uma licença que permite a funcionalidade de estabelecimentos comerciais. Para renovar ou adquirir a licença, os responsáveis pelas empresas comerciais devem se encaminhar à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, estar com os dados da empresa e retirar o Documento de Arrecadação Municipal (DAM). Após o pagamento do DAM, o alvará será emitido.  A emissão se faz necessária para as empresas iniciarem ou continuarem operando na cidade. “O alvará permite que uma empresa funcione em determinado município. Quem não o tem, ou não o renovou, está sujeito a fiscalizações e será impossibilitado de continuar as atividades comerciais”. O documento autoriza o uso e o funcionamento do imóvel de acordo com a Legislação Municipal e Urbanística em vigor.

Todos os estabelecimentos (agrícolas, industriais, comerciais, bancários, prestadores de serviços, bem como de sociedades, instituições e associações de qualquer natureza, vinculadas a pessoas físicas ou jurídicas) devem possuir um Alvará de Funcionamento.

 

Comunicação-PMPR com foto de Dorinha Lopes

Trabalhos de recuperação da via devem durar cerca de 15 dias

A Defesa Civil interditou na manhã desta quarta-feira, dia 4, a estrada da Limeira, que liga o município de Resende a localidade de Formoso, em São José do Barreiro (SP). A via, que tem início logo após o Parque Ipiranga, está fechada para o tráfego de veículos a partir do quilômetro 15, logo após a fazenda Bela Vista. A medida foi necessária em razão das fortes chuvas que atingiram a região na noite de ontem (terça, 3) e que provocaram o rompimento de manilhas por onde passava um córrego. A interdição não afeta o acesso ao município Arapei, cuja entrada fica antes do local onde houve o problema.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, que já está atuando no local, os trabalhos de reconstrução do manilhamento deverá durar cerca de 15 dias. Durante este período, a estrada permanecerá fechada a partir do quilômetro 15. Nesse caso, a rota alternativa para chegar ao município de São José do Barreiro é a Estrada Resende-Riachuelo, com acesso após a região da Grande Alegria.

Ainda segundo a Defesa Civil, além da obstrução da estrada da Limeira, a chuva, que começou por volta das 20h e durou cerca de 60 minutos, também provocou alagamentos em alguns pontos da cidade. No bairro Cidade Alegria, também houve a queda do muro da empresa São Miguel. Nos dois casos não houve vítimas. Também em função das fortes chuvas que caíram na região de Formoso durante toda a noite, o nível do Rio Sesmaria, que corta a cidade desde o Ipiranga até o Centro, onde deságua no Paraíba do Sul, subiu 3,8 metros, ficando a 20 centímetros de transbordar.

Muito volume em pouco tempo

A estimativa da Defesa Civil é que o temporal que atingiu a cidade na noite de ontem tenha alcançado um volume de 60 milímetros na região do Manejo, Grande Alegria, Ipiranga e estrada da Limeira. Já nas regiões do Grande Paraíso, Campos Elíseos e AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras), foram registrados 30 milímetros de chuva em pouco mais de 60 minutos.

 

Empresa construiu prédios de três andares para engenheiros, mas local privilegiado  fez o bairro crescer com hotel e novos investimentos residenciais 

O bairro Bela Vista faz jus ao nome. Para quem chega lá, antes tem que superar um morro de 435 metros de altitude mas terá uma visão parcial de boa parte da cidade de Volta Redonda e da Usina Siderúrgica Nacional. Segundo levantamento feito pelo IPPU(Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano), da prefeitura, o bairro nasceu como prioridade para a construção de casas para os engenheiros contratados pela então empresa estatal, Companhia Siderúrgica Nacional(CSN), que vieram de várias partes do Brasil e de outros Países.

 

 

Uma sequência de prédios de três andares enfileirados, com bons apartamentos, foram reservados para os profissionais que chegaram para trabalhar na Usina. Oficializado por decreto municipal em 1979, o bairro abriga o mais antigo hotel em atividade, o Hotel Bela Vista, que é administrado pela Fundação CSN desde fevereiro de 2005 quando passou a ministrar curso de hotelaria gratuitamente. As ruas do Bela Vista são identificadas por números( 17 A, 17 B,  17 C, 17 D, 19, 19 A), e a bela praça, a Praça José Dias Ferreira. Tem cerca de 850 moradores (Censo IBGE 2000) e está em crescimento habitacional. Entre os principais estabelecimentos destaca-se o Hotel Escola Bela Vista e o Distrito de Obras do SAAE Bela Vista. 

O gerente de Hotelaria, Jacques Brunswick, lembra que o hotel com 72 anos de funcionamento (construído na década de 40) por causa da fundação da Usina Siderúrgica, recebeu os engenheiros americanos que vieram atender a empresa, e ficariam por um longo tempo em Volta Redonda.

Tanto que o hotel parece o estilo de uma grande casa, espaço interno alto, de quartos com armários e uma arquitetura colonial. Acredito que deve ser o único hotel para hospedagem com refeições e eventos juntos”, comentou o gerente.

Próximo ao Hotel está em funcionamento uma Usina Solar Fotovoltaica, Unidade Piloto de 39,2 kwp, projeto da Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico de Engenharia(FDTE), do programa de pesquisa e desenvolvimento da ANATEL( Agência Nacional de Energia Elétrica).

Tombado como patrimônio histórico municipal, e com um total de 121 apartamentos para o público, o gerente Jacques Brunswick confirmou que um dos apartamentos (a suíte 123), foi ocupado pelo ex presidente Getúlio Vargas quando vinha a cidade descansar e acompanhar as obras. “O apartamento que preservou alguns dos móveis usados por Getúlio Vargas pertencem à presidência da CSN”, explicou.  Historiadores garantem que Getúlio se tornou um grande amigo do primeiro prefeito eleito na cidade, Sávio de Almeida Gama. 

Na área residencial, um edifício com 19 apartamentos está sendo finalizado e deve  ser entregue aos futuros moradores ainda no mês de maio. As vantagens do bairro são enumeradas pelos moradores e comerciantes ouvidos: “Um bairro muito tranqüilo, perto do centro, com um bom serviço de limpeza e coleta de lixo feito pela prefeitura. Não precisamos de mais nada” resume os entrevistados.

Este é o pensamento de Bruno Rodrigues, 20 anos, técnico operacional da Petrobrás, Jorge Luiz, 45 anos, técnico de manutenção. A dona Maria Inês da Costa afirmou que “o bairro tem gente idosa que não dirige mais e portanto, torna-se fundamental o bom atendimento na linha de ônibus que atende o bairro normalmente”.

O gerente da casa especializada em peixe, Geovani Hipólito, 42 anos, comemora já ter recebido o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux numa comitiva de 20 juristas, as atrizes como Viviane Araújo, Eva Vilma, os cantores  Djavan, Gustavo Lima, Bruno e Marrone e outros famosos, até nome internacional. ”Recebemos clientes de todos os lugares e gente famosa para saborear o prato principal da casa, pintado na brasa”, afirma Geovani.

 

Secom-VR com fotos de Evandro Freitas

Após treinamento no Sebrae, empreendedores que querem ocupar quiosques do bairro Vila Brasília farão curso sobre MEI

Os jovens empreendedores que estão inscritos no edital para ocupação cultural do espaço Afro Rua, composto por 11 quiosques no bairro Vila Brasília, concluíram nesta quarta-feira, dia 4, a capacitação exclusiva realizada no auditório do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), no bairro Aterrado. Neste último dia de treinamento, os candidatos participaram do projeto AfroLab – um laboratório de experimentação de produto ou serviço.

 

“O Afrolab permite aos alunos o estudo de mercado e do produto que eles pretendem comercializar, além de testar esse produto. Após o aprendizado, eles montam um discurso para apresentar o projeto a uma banca avaliadora”, explicou a analista de Negócio do Sebrae de Volta Redonda, Julia Almeida.

A psicóloga Juliana Pereira da Silva, que faz parte do Coletivo Flor de Maio Humanizar, participou do curso e conta que tem sido bom em todos os sentidos. “Temos a ideia, mas com essa capacitação, conseguimos dar mais corpo, estruturar o projeto. Agora temos uma noção do projeto físico”, explicou Juliana, que junto com outras 14 mulheres trabalham com humanização de modo geral para mulheres vítimas de violência, mulheres que passaram por cirurgias complicadas, entre outras que necessitam do apoio do coletivo.

“Se conseguirmos ocupar o espaço Afro Rua, a idéia é prestar atendimento social para essas mulheres, a grande maioria negra, oferecendo expressão corporal, técnicas de relaxamento, todo o apoio psicológico que elas precisam”, acrescentou Juliana.

A capacitação contou com cinco oficinas e os candidatos participarão ainda de um treinamento sobre MEI (Microempreendedor Individual). A secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, explicou que o projeto Afro Rua foi dedicado para jovens afroempreededores culturais, pois o bairro Vila Brasília é uma região com grande parte da população formada por jovens negros.

“Nosso objetivo é ressaltar o potencial que eles tem, dando oportunidades para mostrarem e comercializarem seus trabalhos. Através do Afro Rua, eles também poderão se reconhecer como agentes importantes para o desenvolvimento da parte econômica da cultura”, explicou Aline.

O edital do Afro Rua visa promover a seleção de projetos, bem como de ações relacionadas e afins, identificadas com a cultura afro em áreas como culinária, moda, beleza, audiovisual e produção cultural. Serão contemplados pessoas na faixa etária de 18 a 32 anos. O objetivo é integrar, num mesmo espaço físico, que está localizado na entrada do Bairro Vila Brasília, programas e ações culturais, práticas empreendedoras, formação e qualificação para o mercado de trabalho, de modo a promover a cidadania.

“O Sebrae é um parceiro do Governo Municipal em várias frentes. A capacitação vai ajudar no desenvolvimento dessa juventude do bairro Vila Brasília, que é uma região com grande potencial de crescimento cultural e econômico”, ressaltou o prefeito Samuca Silva.

 

Por Secom-VR com fotos de Gabriel Borges.

Rompimento na tubulação na Cotiara e problema na bomba da Colônia Santo Antônio causa interrupção no abastecimento de água no município

 

O Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Barra Mansa informa que houve uma ruptura na tubulação de água na Rua José Hipólito, situada no bairro Cotiara na noite de quarta-feira, dia 4. A autarquia informa que a equipe de manutenção trabalha para solucionar o transtorno o mais breve possível. Esse problema pode ocasionar eventual falta d’água nos seguintes bairros: Centro, Verbo Divino, Saudade, Vila Maria, KM4, São Genaro, São Silvestre e Cotiara.

 

 

Devido a um outro problema ocorrido na bomba que abastece o bairro Colônia Santo Antônio e região, o abastecimento de água na localidade pode sofrer interrupções. A autarquia já está no local providenciando reparos. O Saae pede compreensão dos usuários e uso consciente da água até que os serviços voltem à normalidade. 

 

Fotos: Divulgação

Durante o evento serão anunciadas as novas atividades do Programa Melhor Idade Ativa, que conta hoje com 1.500 participantes.

A manhã desta terça-feira, 3 de abril, vai ser animada no Parque Tobogã. E motivos para isso não vão faltar. O principal deles é o número de pessoas, a maioria com mais de 60 anos, que promete marcar presença no local com muita energia para gastar num aulão de ginástica ao ar livre. O evento, que deve contar com mais de 500 pessoas, promete não só agitar o parque como também provar que com carinho, respeito e atividades físicas adequadas, é possível envelhecer de uma forma saudável e com muita qualidade de vida.

A atividade, que contará com a participação de 12 professores que já atuam no Programa Melhor Idade Ativa, desenvolvido pela Prefeitura de Resende, terá início às 8h com um café da manhã comemorativo à Páscoa. Logo depois, os integrantes do programa participarão do aulão de ginástica, que será finalizado com uma caminhada de “volta à calma” no entorno do parque. Durante o exercício, os idosos também serão incentivados a adotar técnicas de yoga para controlar a respiração, aumentando assim os benefícios desta atividade física para o seu organismo.

Durante o encontro, que deverá contar com a presença do prefeito Diogo Balieiro Diniz, serão anunciadas novas ações que serão incluídas no Programa Melhor Ativa, como cursos e atividades de lazer, como o Baile da Melhor Idade, que deverá ser realizado uma vez por mês, reunindo idosos de várias partes do município. A atividade, muito apreciada pelos integrantes do programa, ajuda a manter o corpo em movimento e promove a confraternização entre os idosos, além de ser um instrumento de inclusão social. E a primeira edição de 2018 já tem data para acontecer: será na próxima quinta-feira, 5 de abril, às 20h, no Espaço Tontina, com participação musical da dupla Willian & Misael.

- É muito importante que os idosos, além de conviver com pessoas mais jovens, também conversem entre si, se confraternizem, façam atividades sociais em grupos, porque são pessoas que têm interesses em comum. Com este tipo de evento, além de proporcionarmos a eles bons momentos de lazer, também estamos investindo no seu bem estar emocional e na sua qualidade de vida, que são fundamentais para as pessoas desta faixa etária - explica o coordenador do programa, Carlos Eustáquio Cunha.

Polos pela Cidade

Criado para valorizar, apoiar e incentivar quem já fez muito pela sua família, seu bairro e sua cidade, o Programa Melhor Idade Ativa conta atualmente com mais de 1.500 idosos inscritos. São homens e mulheres, com idade entre 50 e 90 anos, que participam de diversas atividades desenvolvidas pela Prefeitura num dos 32 polos do programa, espalhados pelos bairros Jardim Jalisco (Parque das Águas), Baixada Olaria, Visconde de Mauá, Rio Preto, Jardim Aliança II, Morro do Cruzeiro, Surubi, Cabral, Paraíso, Alambari, Vicentina, São Caetano, Fazenda da Barra II, Jardim do Sol, Cidade Alegria, Parque Minas Gerais, Toyota, Fazenda da Barra III, Vila Julieta (Parque Tobogã), Itapuca, Lavapés e Campos Elíseos.

Há bairros que comportam mais de um polo, onde são realizadas regularmente atividades como alongamento, ginástica, caminhadas e até exercícios como abdominais e flexões, realizados em um ritmo compatível e de forma adequada para este segmento. Além das atividades físicas, os polos de atendimento promovem ainda passeios, palestras sobre qualidade de vida e sobre patologias específicas da terceira idade, e eventos de sociais e de confraternização, como chás e cafés.

Como participar

Quem estiver na faixa etária atendida pelo programa e quiser participar das atividades desenvolvidas pode fazer sua inscrição no polo mais próximo de sua casa. Lá, além de preencher uma ficha com informações gerais, o idoso também deverá apresentar um atestado médico comprovando que ele está apto a realizar as atividades físicas propostas pelo programa.

PUBLICAÇÃO

Login (2)

Entrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim