Banner 776 x 186 topo

Guia comercial e classificados on-line.


Obras compreendem a cobertura com telhas de alumínio, escoamento da água para evitar infiltrações, além de pintura e obras internas

 

O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, acompanhado do secretário de Saúde, Sérgio Gomes, do subsecretário, Silvio Daniel, e do diretor executivo da Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), César Carvalho, assinou na manhã de sexta-feira, dia 5, a ordem de serviço para a reforma no Hospital da Mulher, no bairro Ano Bom. A iniciativa faz parte do pacote de obras e melhorias que estão sendo realizados em comemoração aos 186 anos do município.

 

 

Mesmo tendo passado por três intervenções na última gestão, o telhado continua trazendo incômodos aos pacientes e funcionários com vazamento e infiltrações, inclusive destruindo a pintura das paredes. A obra será realizada pela Construtora Leal e compreende a troca de todo o telhado por uma cobertura de telhas de alumínio, impermeabilização, revestimento de paredes e pisos, pintura e escoamento de água pluvial (da chuva), com o objetivo de prevenir os vazamentos que geram transtornos aos usuários do Hospital da Mulher. A previsão de duração da obra é de 120 dias.

 

Rodrigo Drable destacou que a intervenção foi necessária devido a decisões erradas do passado que não sanaram o problema por completo, apenas paliativamente. “Esse telhado já foi trocado três vezes e o problema não foi resolvido. Nosso objetivo é que com a troca da calha central para os fundos da unidade esse contratempo seja corrigido. Essa obra é resultado do esforço de cada um que se dedica para atender da melhor forma possível os pacientes, mesmo com as dificuldades. Através do bom trabalho desenvolvido pelos funcionários a unidade se destaca e pode captar mais recursos para continuar avançando numa saúde humanizada e adequada a todos”, afirmou, ressaltando que está sendo planejado um processo seletivo para completar o quadro de funcionários do Hospital e de outras áreas da Saúde.

 

O diretor executivo da Susesp, César Carvalho, explicou que o atual sistema de calhas embutidas no telhado contribui para os vazamentos e infiltrações. “Devido à falta de manutenção anteriormente, esse modelo de calhas foi prejudicando o escoamento. No projeto, nós pretendemos retirar todo o telhado substituindo por telhas de alumínio com o escoamento voltando para os fundos da unidade. Dessa forma, vamos evitar que a água da chuva infiltre e cause transtornos como vem acontecendo”, disse.

 

 

Mesmo com problemas estruturais, Barra Mansa tem se destacado no controle da mortalidade materna. Entre janeiro de 2017 e setembro desse ano, não houve nenhum registro de mortalidade materna na unidade em decorrência da gravidez. O resultado representa uma queda de 100% nos casos de óbitos de mulheres atendidas no hospital, já que em 2016 foram registradas oito mortes, inclusive de pacientes transferidas para hospitais da cidade e região e que acabaram falecendo.

 

Segundo o secretário de Saúde, Sérgio Gomes, os dados constatam que as medidas implementadas na unidade têm surtido o efeito desejado, reduzindo as mortes e melhorando o atendimento às gestantes. “A secretaria tem fortalecido a humanização do atendimento das gestantes, desde o pré-natal, nascimento e pós-parto, assim como investido na qualificação dos profissionais de saúde, resultando nesses dados”, disse, completando que após a conclusão da reforma, o Hospital receberá novos equipamentos para implementar o atendimento.

 

Coordenadoria de Comunicação Social Prefeitura de Barra Mansa, com fotos com fotos de Paulo Dimas.

 

 

PUBLICAÇÃO

Login (2)

Entrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim