Banner 776 x 186 topo

Guia comercial e classificados on-line.

Por Giovanni Nogueira 

Permanência do técnico no comando da seleção ainda é incerta

     Faltou liderança? Faltou um capitão à lá Dunga? Faltou a experiência de Daniel Alves? Faltou barrar alguém e colocar Douglas Costa? Faltou tirar Gabriel Jesus? Faltou finalizar melhor? A falta de experiência e controle mental da seleção afetou o desempenho? Enfim... faltou o quê?! Muitos comentaristas questionam e se perguntam sobre possibilidades e lamentam principalmente a eliminação da boa equipe de Tite - para muitos a melhor desde o penta de 2002.

Barreira: Seguro Courtois fechou gol belga 

     Depois da eliminação do Brasil por 2 a 1 contra a Bélgica, o técnico Tite concedeu entrevista onde apontou a competência dos adversários. Os "diabos vermelhos" aproveitaram as poucas oportunidades de gol e eliminaram a seleção canarinho. Com menos de meia dúzia de chutes, aproveitaram um ótimo contra-ataque e deram sorte no gol contra de Fernandinho. Para muitos o Brasil era o favorito ao título por ter um elenco tecnicamente melhor, mas pecou por perder inúmeras oportunidades, com más finalizações e abusando dos passes errados.

     Porém, de acordo com Tite, a sorte é um fator inexistente no futebol.

     - Estamos sem palavras para vocês. Mas o povo sabe reconhecer nosso trabalho e nosso esforço. Mas realmente estamos sem o que falar. E a palavra sorte para mim não existe. Ela é pejorativa. O mérito foi da Bélgica, que jogou com competência.

     Sobre Neymar, Tite afirmou que o craque voltou acima do que imaginava. "Em termos físicos ele é muito bem dotado. Tem um preparo que talvez nenhum jogador de outra equipe tenha" - disse, ressaltando que Fred também sentiu uma pequena lesão, mas não culpou a preparação física dos atletas. No mundial Danilo, Marcelo e Douglas Costa sofreram com contusões. Apesar do bom trabalho realizado,e da boa campanha nas eliminatórias e na Copa, a permanência de Tite ainda é incerta, e pedida por fãs e especialistas do futebol.

Brilhante: Goleiro fez brilhante defesa no fim do jogo

BÉLGICA

     O time belga abriu o placar na primeira metade do jogo. Após leve desvio de um jogador belga, Gabriel Jesus atrapalhou a visibilidade de Fernandinho que com o ombro desviou a bola para dentro do gol. Lançado ao ataque, o Brasil cedeu contra-ataques aos diabos vermelhos após perder boa oportunidade de escanteio.

     Liderados por Lukaku que fez partida razoável, Hazard bem marcado por Fagner, e De Bruyne, que fez sua melhor partida no mundial, a Bélgica foi espetacular nas mãos do goleiro Courtois que fechou o gol, e fez grande defesa voando no ângulo para tirar a bola com as pontas dos dedos já no fim da partida. Eficiente, a Bélgica enfrenta a França em uma das semi-finais na próxima terça-feira, 10.

 

PUBLICAÇÃO

Login (2)

Entrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim